As descobertas foram feitas perto da pirâmide do rei Teti, primeiro faraó da VI dinastia do Império Antigo, e realizadas por uma equipe liderada pelo famoso egiptólogo Zahi Hawass.

"Esta descoberta reescreve a História de Saqqara e em particular a História do Império Novo, surgido há 3.000 anos", declarou Hawass neste domingo à AFP, acrescentando que  "70% [dessas descobertas] precisam ser exploradas".

Egito anuncia "grandes descobertas" no sítio arqueológico de Saqqara
Egito anuncia "grandes descobertas" no sítio arqueológico de Saqqara
Ver artigo

Os sarcófagos de madeira, que datam da época do Império Novo (séculos XVI a XI antes de Cristo), foram encontrados em poços funerários, indicou Hawass, destacando que em outro poço foi encontrado um sarcófago de pedra.

"No total, descobrimos 22 poços funerários", disse à AFP. Entre outras descobertas, foi encontrado em um desses poços "um soldado junto ao seu machado de guerra", explicou Hawass.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.