“Viseu Cidade-Jardim” aposta na valorização dos recursos naturais, ambientais e culturais do concelho como fatores de qualidade de vida e atratividade económica e turística.

 “Acima de tudo, queremos realçar a Cidade, o Concelho sustentável, do ponto vista ambiental, com um compromisso sólido com a descarbonização. Será um ano dedicado à Cultura, ao Desporto, ao Ensino, aos fatores fundamentais da nossa qualidade de vida”, adianta António Almeida Henriques, Presidente do Município de Viseu.

Um dos grandes objetivos da programação passa também pela sustentabilidade, a salvaguarda dos recursos naturais, as alterações climáticas, e promover uma maior coerência e integração das agendas temáticas locais.  “Sob o signo da 'Cidade-Jardim', desenvolvemos um plano de ação que é antes de mais de valorização e desenvolvimento local, e só depois de fomento turístico e económico”, refere o autarca.

 Com esse objetivo, o programa conta com várias ações já em desenvolvimento ou a lançar, como a classificação da Mata do Fontelo como Conjunto de Interesse Público, a valorização do Parque da Aguieira, o lançamento do projeto municipal “Escola de Jardineiros de Viseu”, a construção da ecopista do Vouga ou a criação de novos roteiros de natureza e de dois novos recantos fluviais, a requalificação do troço do Caminho Interior Português de Santiago e dos albergues locais, e uma nova campanha promocional, com recurso a meios digitais, entre várias outras.

Para o Vereador com o pelouro do Turismo e do Marketing Territorial, Jorge Sobrado, “2021 vai ser um ano pintado a verde, em Viseu. Com este plano, lançamos, simultaneamente, uma nova proposta para o desenvolvimento de uma cidadania verde e um novo tónico para o relançamento de um turismo sustentável, percecionado como verde e seguro”.

Tendo como pressuposto que a construção de um “destino sustentável e de excelência” tem por base fundamental a salvaguarda e valorização dos valores territoriais e a qualificação das condições de vida da população, o plano definido é uma “agenda aberta” a outras iniciativas e ações. Os compromissos já identificados têm um carácter suplementar às competências exercidas de forma corrente pelo Município e aos investimentos e projetos em curso no âmbito do programa “Viseu Primeiro”.

Recuperar o primeiro e mais duradouro slogan turístico de Viseu

A assinatura “Viseu Cidade-Jardim” remonta aos anos 30 do século XX, e é o primeiro e mais duradouro slogan turístico de Viseu. A sua formal e muito profusa adoção no plano promocional da cidade resulta da ação da Comissão de Iniciativa e Turismo, administrada à altura pelo Vereador Francisco Almeida Moreira.

No atual contexto de crise de saúde pública, o Município considera ser especialmente estratégica a aposta na valorização turística de recursos naturais locais, de produtos e eventos associados a natureza, ar livre e a atividades culturais e físicas seguras e em rotas emergentes como a Rota da Nacional 2 e do Caminho Português Interior de Santiago, onde Viseu dispõe de uma posição e potencial muito relevantes.

 Depois de “2017, Ano Oficial para Visitar Viseu”, “Viseu, Cidade Europeia do Folclore 2018”, “Viseu 2019, Destino Nacional de Gastronomia”, “Viseu 2020. Luz, Câmara, Ação”, Viseu dedica agora o ano de 2021 à sua identidade histórica que se apresenta, simultaneamente, como uma resposta aos tempos do presente e do futuro próximo.

“A afirmação de Viseu como Cidade-Jardim, sustentável, equilibrada, mais verde, inteligente e solidária, está perfeitamente alinhada com os desafios com que o país e o mundo se deparam. Posiciona o nosso concelho no centro do debate de tendências emergentes, como as alterações climáticas, o turismo sustentável e a forma como as cidades médias surgem como garante de qualidade de vida”, conclui António Almeida Henriques.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.