Rio Teixeira

O rio Teixeira, com 13,2 quilómetros de comprimento, é um afluente do rio Vouga, que nasce no concelho de São Pedro do Sul e desagua em Couto de Esteves, Sever do Vouga. É considerado um dos rios mais bem conservados da Europa e abriga, ao longo do seu curso, piscinas naturais lindíssimas, denominadas de "poços".

Poço Azul (na imagem de destaque deste artigo) e Poço Negro são dois lugares de visita obrigatória para quem quer descobrir pérolas naturais do Teixeira. É possível aceder aos dois poços através de trilhos sinalizados, depois de deixar o carro devidamente estacionado.

Rio Teixeira
Rio Teixeira créditos: Alice Barcellos

O rio Teixeira integra a Rota da Pedra e da Água. Pode encontrar mais informações aqui.

Rio Bestança

No concelho de Cinfães, o Bestança nasce a 1.229 metros de altitude na serra de Montemuro. Tem uma extensão de cerca de 13,5 quilómetros e desagua em Porto Antigo, na margem esquerda de uma das albufeiras do Douro, entre as freguesias de Oliveira do Douro e Cinfães.

Zona de fauna e flora selvagem, o seu nome vem da palavra "bestiais". Conta com uma vegetação ribeirinha bem estruturada e águas límpidas que o tornam um dos rios com melhor qualidade ambiental.

Entre cascatas, moinhos e muito verde, o vale do Bestança é um lugar mágico. Percorra a galeria e descubra o registo captado pelo fotógrafo Pedro Sá.

Aqui pode encontrar mais informações sobre o vale do Bestança.

Rio Olo

O rio Olo nasce em Lamas de Olo, Vila Real, e desagua no rio Tâmega, em Vila Chã do Marão, Amarante. A extensão do Rio Olo é de cerca de 36 quilómetros até à sua confluência com o rio Tâmega.

O ponto mais conhecido deste rio são as quedas de águas das Fisgas do Ermelo, uma das maiores de Portugal. As piscinas naturais conhecidas como piocas - de cima e de baixo - são o lugar ideal para entrar em comunhão com as águas do Olo.

Aqui encontra mais informações sobre este rio selvagem.

Rio Póio

É considerado um dos rios mais secretos e belos de Portugal. Nasce na Serra do Alvão, em Alvadia (Ribeira de Pena, Vila Real), e termina em Casas Novas, quando encontra o rio Louredo, afluente do Tâmega.

Cascata Cai d'Alto
Cascata Cai d'Alto créditos: TPNP

Por ser um rio de montanha, envolto, em parte do seu curso, por escarpas rochosas, o acesso aos seus poços e lagoas torna-se bastante difícil, daí permanecer ainda um segredo bem guardado. A cascata Cai d'Alto é um dos pontos mais espetaculares deste rio quase desconhecido.

Aqui encontra mais informações sobre Póio e aqui algumas sugestões de trilhos.

Já conhece algum destes lugares? Partilhe no espaço de comentários mais dicas e sugestões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.