Topo Martim Moniz: Um cocktail com vista para o Castelo de São Jorge
créditos: Canela & Hortelã

O formato quadrado do menu remete para um disco de vinyl. Contém uma lista diversificada de canções, escolhidas pelos bartenders do espaço, que assinam os respetivos cocktails. E há música para todos os gostos: “Life is pPeachy” dos Korn, “Don’t Worry Be Happy” de Bobby McFerrin ou até um “Gabriela Cravo e Canela” de Jorge Amado são alguns exemplos.

O bar procura sempre dar uma alternativa às bebidas clássicas, promovendo uma experiência original. Caso o cliente não encontre uma combinação do seu agrado, os profissionais disponibilizam-se a criar novas opções. “Equilíbrio e balanço” é o que nos dizem que procuram na construção de um cocktail. O objetivo será sempre o de proporcionar a melhor experiência possível, de provar e saborear ingredientes num dos melhores enquadramentos visuais da cidade.

O Topo do Martim Moniz fica localizado no 6ª piso do Centro Comercial Martim Moniz. O acesso faz-se numa das praças onde se cruza o maior número de etnias da cidade. É nesta espécie de Chinatown portuguesa que, vai também encontrar uma das melhores vistas para o Castelo de São Jorge. O Topo usufrui desse posicionamento privilegiado e acrescenta-lhe estilo. Decoração discreta, mensagens em letras de neon vermelhas, e enquadramentos apetecivelmente instagramáveis.

O espaço foi renovado, mesmo antes de cair uma pandemia que condicionou o funcionamento do estabelecimento nos últimos dois anos. A entrada da nova carta manteve alguns dos ex-libris da casa, como “Pisca-Pisca” de Ruth Marlene, “É Tão Bom ser Pequenino” de Alberto Marceneiro ou “Lisboa Menina e Moça” de Carlos do Carmo.

Juntaram-lhe um conjunto de pratos simples, para picar ou comer de pé, que aguçam o apetite. A ideia será não deixar cair o cocktail em estômago vazio. Há tábuas de queijos e enchidos, batatas fritas com molhos, Chicken wings, Guacamole e nachos, Burrata com pomodoro e pesto, Spring rolls de frango e de vegetais, Pica pau, Húmus, Tacos, Saladas e Hambúrgueres, entre outros.

Topo Lisboa

Animação é o que não falta, com Djs, todos os dias. Às quintas, sextas-feiras e sábados, quando a afluência ao bar é maior, há dois turnos profissionais a selecionar música, a partir das 18h00.

Não estranhe se encontrar mais estrangeiros do que clientes nacionais. Aberto há sete anos, o Topo tem vindo a conquistar os jornalistas que passam pela Capital e o bar é uma das referências habituais nas reportagem publicadas pelo mundo inteiro.

O Topo do Martim Moniz abre diariamente, de segunda a quarta feira, das 12h45 às 23h45, às quintas-feiras e domingos, das 12h00 às 00h00, às sextas-feiras e sábados, das 12h00 às 2h00. Os cocktails custam entre 10 e 14 euros.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.