“É Custódio Issa” – voltei a ouvir assim o Grande Viajante português que já entrevistei em dezembro, recordam-se? Está entre os Grandes Viajantes do Mundo assinalando a nossa bandeira da melhor forma a cada país que vai, a cada pessoa que cumprimenta. Todavia, após uma nova visita a Cabo Verde cheia de azul turquesa das praias da Ilha do Sal, a calmaria terminou abruptamente no momento do regresso à pátria. Pelas 6:00h aterrou em Lisboa no que descreveu sucintamente como uma “situação absurda” e incomportável nesta fase que vivemos a ‘pinças’. Há um ‘par de dias’, com o SEF de ‘greve’, Issa estava a aterrar durante o amanhecer português no aeroporto de Lisboa e teve de esperar meia hora na aeronave juntamente com os passageiros que vinham de Cabo Verde. A razão da espera supostamente apresentou-se assim na voz do comandante: evitar ajuntamento em terra. Mas não foi isso que viu quando colocou o pé em terra.

Ao encaminhar-se para a zona de controlo do passaporte ficou aterrado noutro sentido da palavra: “Uma multidão de gente de vários voos, tudo junto, todos em cima uns dos outros sem respeitarem minimamente nada como se não houvesse pandemia".

Aeroporto de Lisboa: viajante português relata chegada conturbada
créditos: DR

E quanto ao controlo da COVID-19?

“No Sal, estive sujeito ao controlo do teste da COVID-19 [pela TAP] que tive de fazer pelo menos 4 vezes (…)”. Portanto neste regresso tumultuado nem controlo do teste viu em Lisboa, pelo menos não percebeu sequer intervenção a nível de segurança, como se pode comprovar pelas fotografias. E isto durante 1h30.

As pessoas completamente amontoadas na aurora: “gritavam e batiam palmas, o que eu não percebi”. Outra coisa completamente inaceitável: “o corredor para os cidadãos da União Europeia não estar a funcionar”. Quanto a isto, justificaram aos viajantes (de vários voos) que com poucas pessoas do SEF não era possível acelerar a saída de centenas. A maioria pode ter sido contaminada ali naquele ‘aperto’ de aeroporto por causa de um corredor fechado. Duas horas que demorou neste controlo.

Aeroporto de Lisboa: viajante português relata chegada conturbada
créditos: DR

Issa regressou a tempo de um evento eclético em Portugal. O que será? Posso só dizer que é muito importante e para o qual tive o prazer de ser convidada… pois envolve uma tertúlia e convívio (com máscaras) entre os maiores viajantes do Mundo. Ficou interessado? Esperem notícias da bandeira portuguesa que nunca deixará de navegar.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.