Localizada na costa do condado de Kerry, a Ilha Great Blasket foi abandonada em 1954 devido ao declínio da população e preocupações sobre como chegar ao continente em caso de emergência. A pitoresca ilha é a maior das seis ilhas Blasket e oferece vistas espetaculares.

Apesar de não ter eletricidade nem água quente corrente, a ilha é uma atração turística muito popular durante os meses de verão. No ano passado, 45 mil pessoas candidataram-se ao cargo de "gerente" da ilha, excedendo em muito as expectativas de Billy O'Connor e Alice Hayes, proprietários dos alojamentos e café da ilha. O casal estabeleceu um limite para o número de inscrições este ano, devido ao grande volume de inscrições no ano passado.

Os dois candidatos aprovados terão de administrar o café da ilha, além de preparar as três casas particulares da ilha para os visitantes durante a noite. A ilha pode ficar muito movimentada durante os meses de verão, tendo sido visitada por mais de 400 pessoas por dia durante os meses de pico em 2019.

Atualmente, Gran Blasket está acessível apenas por barco e recebe turistas ansiosos para ver o lugar remoto, um dos mais bonitos e incomuns de toda a Irlanda.

Em 2019, os"gerentes" da ilha eram Lesley Kehoe e Gordon Bond, que documentaram a sua experiência nas redes sociais. Os encarregados de cuidar da ilha em 2020 foram Eoin Boyle e Annie Birney, um casal de Dublin.

Os candidatos à vaga devem preencher um formulário de inscrição até dia 22 de janeiro.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.