A viagem ainda mal tinha começado e já havia peripécias para contar: a fechadura da porta da Clementina partiu-se no dia anterior à partida. A Clementina é uma Mercedes 207 D, com 35 anos, cor de laranja, com muitos quilómetros percorridos e que seria o nosso transporte para os próximos dias.

Estivemos em constante luta contra o tempo, a rezar a todos os santos e mais alguns para que a Clementina estivesse pronta a horas para a Marta fazer a viagem rumo a Norte.

Quando tudo apontava para um atraso da viagem, eis que se encontra um canhão para a Clementina e às 21 horas está pronta para partir. Ora, regra geral, de Lisboa a São João da Madeira (onde mora o João) são 3 horas, mas a nossa Clementina já tem uma certa idade e gosta de ir no seu ritmo de 80 quilómetros por hora.

Antes sequer de arrancar, a Marta deixou logo a carrinha ir abaixo, ligou-a em primeira, mas à segunda lá foi de vez e a soluçar meteu-se na estrada. Chegou a São João da Madeira já era 1 da manhã, pronta para descansar depois de uma viagem que não se vai esquecer tão cedo.

Adrenalina e passeios na natureza

O despertador toca pelas 7 horas e estamos de malas prontas para iniciar viagem até ao Eco Cubo, a nossa casa nos próximos dias. O Eco Cubo é um cubo inserido no meio da natureza, impulsionador de experiências de aventura.

Durante 3 dias, estivemos submersos na natureza a explorar o Pena Aventura Park (Ribeira de Pena, Vila Real), passando por vários desafios.

O famoso Fantastic Cable é uma descida que consiste num cabo com 1538 metros a uma altura de 150 metros, que liga os lugares de Lamelas e Bustelo, em que as pessoas podem "voar" a uma velocidade máxima de 130km/h, sendo considerado um dos maiores Fantastic Cable do mundo. A rápida Alpine Coaster consiste numa descida da montanha de curvas e "loopings" horizontais. Os passeios mais radicais foram, sem dúvida, a Via Ferrata, um itinerário vertical equipado com grampos (presas) que permitem a ascensão a zonas de difícil acesso, e a descida do rio - ambas as atividades em conexão com a natureza.

Explorar a zona de Mondim de Basto foi uma surpresa agradável. A caminho, fomos surpreendidos por uma mensagem de uma seguidora, a simpática Carla, que nos convidou à sua casa para dar dicas da sua terra. Durante a conversa, deliciamo-nos com uma broa de milho com muitos anos de história. Barriga cheia e fomos caminhar pelas Piocas de Cima, o tempo não ajudou para dar um mergulho nas águas geladas mas a sede de explorar as famosas Fisgas de Ermelo era grande.

Assim acabava a primeira semana, frenética e repleta de emoções. Para onde será que vamos a seguir?

Por onde andam a Marta e o João? Numa autocarvana laranja a explorar o Parque Natural do Alvão
A Clementina vista de cima créditos: João Amorim
Por onde andam a Marta e o João? Numa autocarvana laranja a explorar o Parque Natural do Alvão
Um pôr do sol fora de série créditos: João Amorim

Por onde andam a Marta e o João?

Vivemos tempos atípicos, a Marta e o João são dois viajantes que em abril estavam de mochila às costas prontos para ir desvendar a beleza do Irão, tinham uma viagem marcada mas viram-se obrigados a reinventar-se.

Durante o estado de emergência alimentaram as suas redes sociais com tertúlias de viagens e fotografia, enquanto planeavam as próximas escapadelas por Portugal, com o intuito de promover várias regiões do país e mostrar diversas formas de viajar.

Quando dois amantes de aventura que, habitualmente, percorrem o mundo à boleia ou em busca dos maiores desafios se juntam para desvendar Portugal o resultado só pode ser espantoso. Vai poder acompanhar os próximos episódios aqui no SAPO Viagens.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.